Tel: +55 (51) 3265-1717

Público poderá votar para eleger melhores velejadores de 2017

Os fãs da vela têm, a partir deste sábado, dia 4, a oportunidade de participar da eleição de Melhor Velejador de 2017. A votação será aberta às 21h (de Brasília) no site oficial da Federação Internacional de Vela (World Sailing): http://www.sailing.org/. O link estará no ar até as 21h da próxima terça-feira, dia 7, quando a participação do público será encerrada, momentos antes do anúncio dos vencedores, na cerimônia de premiação em Puerto Vallarta, no México. Campeãs olímpicas na classe 49erFX nos Jogos Rio 2016, as brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze concorrem na categoria feminina.

A dupla brasileira teve um desempenho brilhante na temporada 2017. Conquistou de forma incontestável a Copa do Mundo da World Sailing, com três ouros nas três etapas disputadas: Miami, nos Estados Unidos; Hyères, na França; e Santander, na Espanha. Elas também ganharam a medalha de prata no Mundial disputado na cidade do Porto (Portugal), em agosto. Para completar, Martine se tornou este ano a primeira velejadora do Brasil a participar da Regata de Volta ao Mundo (Volvo Ocean Race).

 

Na disputa pelo Prêmio de Melhor do Ano, os candidatos são:

 

FEMININO

Martine Grael e Kahena Kunze (Brasil), campeãs da Copa do Mundo da World Sailing e vice-campeãs mundiais na classe 49erFX

Marit Bouwmeester (Holanda), tricampeã mundial de Laser Radial;

Sarah-Quitta Offringa (Aruba), windsurfista campeã mundial no freestyle e no slalom;

Tara Pacheco (Espanha), campeão da Copa do Mundo da World Sailing na classe Nacra 17.

 

MASCULINO

Peter Burling (Nova Zelândia), campeão na America’s Cup pelo Emirates Team New Zealand;

Glenn Ashby (Austrália), skipper campeão da America’s Cup;

Thomas Coville (França), novo recordista mundial de volta ao mundo velejando sozinho;

Armel Le Cleac’h (França), vencedor da icônica regata Vendée Globe 2016/2017.

 

O Prêmio de Melhor Velejador do Ano é um dos troféus de maior prestígio no mundo da vela. Criado pela Federação Internacional em 1994, já foi conquistado quatro vezes por velejadores brasileiros: Robert Scheidt (2001 e 2004), Torben Grael (2009) e Martine Grael e Kahena Kunze (2014).

SOBRE A CBVELA

A Confederação Brasileira de Vela (CBVela) é a representante oficial da vela esportiva do país nos âmbitos nacional e internacional. É filiada à Federação Internacional de Vela (World Sailing) e ao Comitê Olímpico do Brasil (COB). Tem o Bradesco como patrocinador oficial e o Grupo Energisa como parceiro oficial e patrocinador oficial da Vela Jovem. A vela é a modalidade com o maior número de medalhas de ouro olímpicas na história do esporte do Brasil: sete. Ao todo, os velejadores brasileiros já conquistaram 18 medalhas em Jogos Olímpicos.