Tel: +55 (51) 3265-1717

Histórias e comida boa foram os registros do Jantar dos Cruzeiristas de outubro

O jantar dos Cruzeiristas de outubro aconteceu na quarta-feira, dia 9, e foi marcado pelo compartilhamento de histórias e o menu muito elogiado, que fez com que o "repeteco" fosse garantido.

O cozinheiro da noite foi Marcelo Barbachan, que serviu carne de panela de ovelha acompanhado de aipim cozido com bacon. A ideia era escolher algo que remetesse a querência, levando à noite um estilo gaudério. "O tempero estava excelente!" - exclamaram os participantes.

 

Grupo dos Cruzeiristas 2019


Confira as imagens na galeria

O Mãe Vinícius Magalhães foi quem começou a sessão com a leitura da ata de setembro, e cedeu a palavra para Barbachan ler a histórica de julho de 1971. A ata rendeu por um lado risadas pelas inúmeras idas e vindas - "Parece até novela mexicana" - e por outro despertou a curiosidade dos componentes sobre a AVE - movimento que levou benefício ao esporte vela mas que acabou sendo extinto por desavenças entre seus criadores.

Após a leitura da ata histórica, a palavra coube ao cruzeirista Walter Brombergh, que explicou em detalhes os motivos e as sensações que causaram a decisão do fechamento do movimento. Para firmar o assentamento de Brombergh, Tito Paludo, ressalta a importância dos cruzeiristas e instiga seus companheiros a ajudarem a promover os jantares. E, por fim, Barbachan conclui sobre o grupo: "que se mantenha por muito tempo, porque isso é a alma do VDS". 

Estava presente também Manfredo Flöricke, que foi ovacionado pela conquista do Vice-Campeonato de Soling, na França. "Manfredinho" comentou sobre o alto nível das regatas e os perigos climáticos, com fortes ventos e a água gelada.

Para fechar a noite de histórias, Mauro Seben, amigo de Paulo Moreira, contou as histórias de quando tinha seu transatlântico. Era um navio cassino que saía de Palm Beach (Miami, EUA) e fazia as costas leste e oeste, e chegou a operar com até 24 mil clientes por mês. 

Finalizando o jantar, o Mãe Vinícius agradeceu a presença de todos e convocou Plínio Fasolo para ser o cozinheiro do jantar de novembro. Walter Abel, o "Waltinho", assumiu o posto de Ministro do Chopp (que não podera comparecer por motivos de saúde) e encerra com o hip hip hurrah