Tel: +55 (51) 3265-1717

Geison, Gustavo e Fábio venceram a I Copa Marinha do Brasil de Vela

A Copa Marinha do Brasil da classe Elliott 6M encerrou nesta quinta-feira no Veleiros do Sul com a participação de sete equipes do RS, SC e RJ. O time formado por Geison Mendes, Gustavo Thiesen e Fábio Pillar foi o vencedor, em segundo lugar ficaram Martha Rocha, Ana Barbachan e Felipe Ilha e na terceira posição Bruno Fontes, Vilnei Goldmeier e Tatiana Almeida. Súmula final.

Durante três dias foram realizadas sete regatas, mais a medal race nesta tarde. O timoneiro e sargento Geison destacou como ponto principal o nível técnico da Copa após a vitória na regata da medalha. “Velejadores com experiência olímpica, regatas bem disputadas com barcos andando sempre próximos um do outro tornaram o evento bem competitivo. Conseguimos velejar bem e lideramos todo o torneio. Foi bacana reunir todo pessoal aqui”.  Dos 21 atletas presentes na Copa, 16 pertencem a Equipe de Vela da Marinha brasileira e ocupam a patente de sargento.

A timoneira Martha Rocha, primeiro tenente, que comandou o time vice-campeão, também é técnica dos velejadores do Prolimp (Programa Olímpico da Marinha).

“Atingimos o objetivo que era fazer um evento que servirá de modelo para realizarmos futuros campeonatos nacionais militares de vela. Além do esporte também confraternizamos. Em nossa avaliação foi muito positivo e destacamos o apoio do Veleiros do Sul, desde o início nossa opção era por esse clube que tem uma estrutura completa de vela”.   

Copa Marinha do Brasil - Elliott

Geison e Gustavo formam uma das duplas da classe 470 do Veleiros do Sul e estão em campanha olímpica. Após a premiação do evento eles seguiram para Buenos Aires onde participarão do campeonato argentino de 470 que vale como seletiva nacional, a partir de sábado, que terá ainda mais três tripulações do VDS.

O chefe da Equipe de Vela da Marinha, o capitão de mar e guerra (CMG) Marco Antônio de Azambuja Montes disse que o Veleiros do Sul poderá sediar em 2020 o Mundial de Vela do Conselho Internacional do Esporte Militar (CISM).

“O Clube tem todas as condições para isso e possui uma flotilha de Elliott 6M que poderá ser usada na modalidade de match race. Em 2011 sediamos os Jogos Mundiais Militares no RJ, em 2015 ficamos em segundo lugar na Coréia do Sul e 2019 será na China. Nesse ano fomos campeões do Regional Europeu Militar de Vela com o Geison Mendes, Gabriela de Sá e Mário Tinoco em junho na Polônia”.

No encerramento da Copa o comandante Montes falou sobre a acolhida do Veleiros do Sul.

“Quero agradecer de coração esse clube por ter realizada a Copa. Esse é um dos clubes de maior tradição na vela brasileira e também conta com uma equipe muito competente que contribuiu para o sucesso da Copa. Aqui é o local do esporte da vela”. Ele também ressaltou a presença dos atletas da Equipe de Vela da Marinha e saudou a entrada de novos integrantes que participaram da competição.

O comandante entregou ao vice-presidente do Conselho Deliberativo Eduardo  Scheidegger, que representou a Comodoria na premiação, uma placa em homenagem ao Veleiros do Sul por sediar a I Copa Marinha do Brasil de Vela. Dudi agradeceu em nome do VDS e falou sobre a antiga parceria do Clube com a Marinha e que atualmente conta com vários atletas em seu quadro.

Alto Redimento

A vela faz parte do Programa de Alto Rendimento do Ministério da Defesa que conta com cerca de 630 atletas em 41 modalidades, sendo 34 olímpicas e sete não olímpicas, tipicamente militares, como cross country, lifesaving, orientação, paraquedismo, pentatlo aeronáutico, pentatlo militar e pentatlo naval.