Tel: +55 (51) 3265-1717

Crioula está na vice-colocação da ORC no Circuito Oceânico de SC. A classificação das tripulações do VDS

Neste sábado teve mais duas regatas barlasotas válidas pelo 30º Circuito Oceânico de SC. A súmula teve mudanças nas classificações dos representantes do Veleiros do Sul. O Crioula, comandado por Samuel Albrecht, subiu para a segunda colocação na classe ORc e está em primeiro na ORC A. O Stand By Me, de Adriano Santos, com a entrada de vento um pouco mais forte desceu para o terceiro lugar na ORC geral e segundo na ORC B. Na classe 30, valendo como primeira etapa do Campeonato Brasileiro, o Loyalty, de Alexandre Leal, está na quarta posição na geral, e o Astral, de Rafael Azevedo, voltou a liderança neste sábado na classe RGS Cruzeiro. 

Súmula provisória

Assessoria ICSC

 

Com mais duas regatas barla-sota realizadas neste sábado (9) competição chega ao seu momento de definição em Jurerê

Jurerê segue proporcionando as melhores condições possíveis e o sábado foi mais um dia de ótimas regatas pelo 30º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina. O vento nordeste manteve-se firme entre 12-15 nós e a comissão realizou mais duas regatas barla-sota para as classes ORC, IRC, C30, HPE-25 e RGS. Já as classes Bico de Proa, Multicascos e RGS Cruzeiro tiveram mais um dia com regata de percurso médio.

Na classe ORC Geral o Ângela Star segue dominando a competição e neste sábado ampliou sua vantagem na liderança com mais duas vitórias. Atuais campeões do Circuito a equipe carioca venceu a forte concorrência da flotilha nas disputas barla-sota e agora veleja no domingo em busca de mais um troféu de campeão em Florianópolis.

“Navegar aqui é sempre muito bom. Somos muito bem recebidos toda vez que velejamos em Florianópolis e a raia daqui dispensa comentários. Nossa mescla de velejadores também tem dado bons resultados, com a presença de atletas em campanha olímpica como Jorge Zarif e João Bulhões, e tem sido bem divertido o velejo com a equipe”, comenta Peter Siemsen Neto, proeiro do Ângela Star.

Quem também rasgou elogios a raia de Jurerê foi Gabriel Kielling, trimmer do Kaikias Maserati, barco que lidera a flotilha C30 após cinco das seis regatas disputadas. “Nós estávamos comentando após as regatas que Jurerê é, disparado, o melhor lugar do país para velejar. Todo dia tem vento e é sempre constante. Hoje (sábado) foi mais um dia de condições firmes e as regatas de C30 sempre são um grande evento. Posso dizer que a classe é hoje a Fórmula 1 da vela oceânica e para nós é sempre muito bom poder competir aqui”, comenta.

Com uma vitória e um terceiro lugar nas duas disputas deste sábado a equipe do Kaikias Maserati segue na ponta com apenas seis pontos perdidos seguido de perto pelo Katana, do Iate Clube de Santa Catarina. As disputas prosseguem neste domingo com a regata decisiva da competição.

Na RGS Geral o Garrotilho segue embalado e muito próximo do título após vencer mais uma regata. A tripulação catarinense soma cinco pontos perdidos e está três à frente do Dona Bola. Nas classes HPE-25 e IRC os títulos já foram definidos com novas vitórias de AJX Força 12 e Inae/Transbrasa, respectivamente. Harmonya (Bico de Proa), Astral (RGS Cruzeiro) e Maré XX (Multicascos) seguem liderando em suas classes.

Serviço: 30º Circuito Oceânico da Ilha de Santa Catarina

Local: Sede Oceânica do Iate Clube de Santa Catarina, em Jurerê

Data: 07/02/2019 a 10/02/2019

Horário de largada: 11h (no dia de Regata Longa) e 12h (nos dias de Barla-Sota)