Tel: +55 (51) 3265-1717

Jantar de setembro teve casa cheia e o menu de codornas com massa foi um sucesso

A noite dos Cruzeiristas foi animada e com casa cheia na quarta-feira, motivado também pelo comparecimento de um grupo de convidados do co-irmão, Iate Clube Guaíba. As codornas foram um atrativo convincente e o cozinheiro Edu Beltrame foi ovacionado, e os seus ajudantes, gringos da Serra.

As codornas com massa estavam excelentes e o tempero foi receita da nona. Agradou tanto que o Tito Paludo, depois uma ausência nos jantares, compareceu ontem e deu a titularidade das codornas para o Beltrame: “Passei o bastão pelos próximos quatro anos”.

A sessão aberta pelo Mãe Vinícius Magalhães começou com as leituras das atas, de agosto, por ele, e coube ao Beltrame a ata histórica de junho de 1971. O Mãe também agradeceu a presença dos membros do Grupo e dos convidados do ICG. “É bom vermos essa confraternização entre o pessoal da vela”.

Grupo dos Cruzeiristas 2019  

Foi uma noite de muitas falas. O cozinheiro Edu Beltrame agradeceu aos seus parceiros pela obra coletiva no preparo das codornas e sentiu-se feliz na boa repercussão e ao “ver tanta gente nessa noite”. Ele fez uma menção especial ao André, conhecido como “farelo”, que depois da noite de ontem foi “promovido a farinha”. André agradeceu e disse que todos estão convidados para a próxima vez, principalmente para ajudar a “depenar as codornas”.

Pelo grupo do Iate Clube Guaíba, falou o velejador Rodinei, que também se manifestou sobre a “boa convivência entre o pessoal da água de todos os clubes náuticos”. O cruzeiristas Geraldo Sperb falou de uma história que está sendo escrita por ele sobre um veleiro que navegou por uma hora em chamas e ainda um divertido caso, real, do submarino alemão no Guaíba na época da Segunda Guerra. O comandante do Argos, Olavo Torres, convidou todos a participarem do Circuito Cone Sul e do 22º Velejaço Farroupilha.

 Um dos últimos a se pronunciarem foi o vice-presidente do Conselho Deliberativo e cruzeiristas Newton Aerts, que comentou sobre o papel do Grupo dos Cruzeristas no Clube e felicitou pela iniciativa dos integrantes do ICG de virem participar do jantar. “Somos amigos e a nossa união é o nosso fortalecimento”.

No dia anterior o Mãe Vinícius estava de aniversário e foi cobrado o dever de pagar uma rodada de Nicolaska, aceitou, mas foi aliviado pelo racha da conta com o Edu Beltrame que estava em dívida com o Grupo. Para o jantar de outubro foi convocado o cruzeirista Barbachan para ser o cozinheiro, e todos já querem saber se ele irá mandar carnear um cordeiro.