Histórias a bordo: fim de ano em Punta Del Este

Decididos a viver uma aventura juntos, os amigos Gustavo Lis e Vitor Pereira, a bordo dos veleiros Saint Vincent e Papillon, partiram rumo à Punta del Este, no Uruguai, em uma viagem náutica de fim de ano, em 2017. “Tudo começou em junho, quando Vitor deu a ideia e facilmente me convenceu a embarcar nessa longa navegada para o Natal e Ano Novo em Punta”, conta Gustavo.

Acompanhado do pai Miroslaw Lis, da esposa Claudia Welter e do filho Ricardo Lis, Gustavo uniu a família e fechou a tripulação de seu Saint Vincent, um Delta 36, para a viagem. Já no Papillon de Vitor, um Beneteau Oceanis 40, a companhia de viagem do velejador foi o amigo Paulo Mordente. Decididos os tripulantes, era hora de começar o planejamento.

“Começamos buscando informações do local, como onde deixar o barco, como fazer reservas antecipadas e, claro, notícias sobre o vento e a previsão do tempo. Com a ajuda do responsável pelo porto do Veleiros do Sul, conseguimos a documentação de saída com a Marinha para a nossa entrada no Uruguai”, afirma Gustavo. Feito isso, partiram para o checklist de viagem, que tinha entre os itens essenciais para o longo percurso comidas, GPS, lanterna, ferramentas, máquina fotográfica e roupas de chuva.

Para garantir a segurança na viagem, os tripulantes tomaram todas as medidas de precaução para que não houvesse nenhum imprevisto. E a prevenção deu certo. “Como estávamos em dois barcos, ficamos tranquilos, pois andamos sempre perto, com vista um do outro”, relembra Gustavo. Além disso, o viajante conta que além dos 100 litros de diesel no tanque, também levaram mais 60 litros reserva. Destes, utilizaram apenas 10.

 

Porto Alegre – Rio Grande – Punta del Este

A viagem começou em 15 de dezembro de 2017, quando os tripulantes saíram de Porto Alegre, do Veleiros do Sul, inicialmente até Rio Grande. “Devido à frente forte com ventos que passaram dos 35 nós, nos abrigamos para acompanhar a previsão do tempo para os próximos dias”, conta Gustavo. E então, na segunda-feira seguinte, dia 19, seguiram para Punta, em uma velejada tranquila, de frio, lua nova e boa visibilidade no caminho.

A memorável viagem ficou marcada para todos não só pela diversão, mas também pelo companheirismo dos tripulantes dos barcos Saint Vincent e Papillon. “Além da minha querida família, que encarou este passeio comigo, agradeço aos amigos Vitor Pereira e Paulo Mordente pela parceria em todo o trajeto”, finaliza Gustavo, saudoso da velejada. 

E aí, qual a sua história? Mande o seu relato com foto para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. e divida a sua aventura com os leitores do site do VDS.