Dicas para escolher o melhor cabo para o seu barco

Os cabos náuticos são fundamentais para navegações seguras, por isso a importância de escolher o modelo certo para cada embarcação. Características como material, resistência, espessura e elasticidade devem ser avaliadas com atenção para que o modelo escolhido garanta a segurança do barco e de seus tripulantes. Confira as dicas e saiba como escolher a melhor opção:

Material

Os mais usados são de fibras sintéticas, como poliestireno, poliamida, polipropileno, aramida e HMPE (High Modulus Polyethylene), ou uma combinação entre eles, pois proporcionam mais resistência à tração e não estragam facilmente com sol, água e produtos químicos.

Peso

Materiais leves tendem a flutuar, enquanto outros mais pesados afundam. A escolha depende do tipo de uso. Para bóias de salvamento e reboques, o cabo deve flutuar, permitindo o arremesso e facilitando a visualização. Já para a amarra de âncora, cabos densos e pesados, que não flutuam, ajudam no fundeio do barco.  

Torcido ou trançado?

Cabos torcidos esticam e absorvem melhor o impacto, fazendo alças, emendas e costuras com mais facilidade. Por isso, são usados em amarras, espias e reboques. Já os cabos trançados, principalmente com alma, são indicados para a confecção de nós devido ao fácil manuseio. São ideais para veleiros, que usam, ainda, cabos pré-estirados, que cedem pouco, e ajudam a manter as regulagens das velas, independentemente da intensidade do vento.

Gostou das dicas? Fique ligado no nosso site e aguarde as próximas sugestões náuticas do VDS. 


Imprimir   Email